Area News

Vocaciones “ven y sígueme”

S. Francisco de Assis : as celebrações da Custódia da Terra Santa

A esperaram com trepidez e a prepararam com um tríduo de oração e reflexão. A solenidade de S. Francisco, cada ano, é motivo de grande alegria para os franciscanos da Custódia da Terra Santa. Os Frades e os fiéis celebraram-na no dia 03 e 04 de outubro na igreja de S. Salvador, em Jerusalém, com as Primeiras Vésperas, o Trânsito, a Missa solene e as Segundas Vésperas.
S. Francisco faleceu exatamente no dia 03 de outubro de 1226, repetindo as palavras do Salmo 141, da alma que se abandona à misericórdia de Deus. Em 1228, já foi declarado santo. Recordamo-lo, hoje, como o “Pobrezinho de Assis”, mas também como o “Seráfico Pai”: com sua vida, de pequeno deixou um sinal grande na vida da Igreja e na História.

Quem presidiu as Primeiras Vésperas e o Trânsito foi o Padre Custódio Fr. Francesco Patton. Durante a celebração, os Frades que ainda não professaram solenemente, renovaram seus votos temporários. «Diz S. Francisco: com a Profissão religiosa toda a nossa vida deve ser entregue às mãos de Jesus Cristo. Isso é o sentido profundo dos votos de obediência, do sine proprio e da castidade, que hoje vós renovais», disse o Custódiona homilia. O próprio S. Francisco, no fim de sua vida, quis entregar-se a Deus na mais absoluta essencialidade: nu sobre a terra nua. « Gesto de extraordinário significado simbólico pois exprime a totalidade da entrega de si», disse Fr.Patton. Neste gesto se encontra a nudez da obediência, da pobreza e da castidade, com as quais o corpo torna-se sacrifício espiritual, agradável a Deus. O Custódio sublinhou, depois, que, no trânsito, há a indicação da meta pascal. Esse abandonar-se a Deus, para renascer com ele, foi prefigurado também com a leitura da narração do trânsito de S. Francisco, até o momento em que anoiteceu. Após as trevas, a luz da igreja voltou a iluminar-se nas notas do Cântico das Criaturas, escrito pelo Santo.

Como é tradição, um padre domincano (Fr. Martin Staszak, prior de Jerualém) presidiu a missa da Solenidade de S. Francisco e o mesmo o fazem os Franciscanos na festa de S. Domingo, cada ano.Fr. Jean Jacques Pérennès, Diretor da École biblique et archéologique française de Jerusalém, em sua homilia, disse: « Nossas duas Ordens nasceram da mesma intuição: a necessidade do despertar evangélico».O dominicano falou de «pregar o Evangelho sem recorrer a meios de poder». S. Francisco e S. Domingos o experimentaram mas nós « como podemos transmitir a mensagem, ensinar, catequizar, pregar, se somos assim pobres?–perguntou-se Fr. Jean Jacques. - Francisco, como Domingos, nos dizem que é exatamente através desse abandono que podemos tornar-nos discípulos».
Presentes na celebração também Mons. Marco Formica, Mons. Fr. PierbattistaPizzaballa e Mons. Joseph Jules e os representantes das Igrejas Sírio-Católica e Maronita. Nas primeiras filas de bancos estavam sentados os cônsules gerais da Espanha, Itália, França, Bélgica e represntantes da Polícia de Jerusalém.
« É a primeira vez que participo da festa de S. Francsico em Jerusalém e é verdadeira alegria – explicou uma senhora, durante o cocktail preparado no convento. Gostei muito dos cantos. Foi uma celebração no espírito franciscano».Também para dois estudantes de Filosofia, vindos de Ain Kerem, foi a primeira festa de S. Francisco na Custódia. « Estamos aqui há pouco tempo e tudo é muito diferente da Bolívia, de onde viemos, aqui é tudo solene, com órgão», disse Fr. Oscar. Fr. Josuè continuou: « A celebração nesse modo ajuda a participar no espírito».

As Segundas Vésperas, de tarde, encerraram a festa. Numa atmosfera mais recolhida e meditativa, os Frades rezaram diante da imagem de S. Francisco, beijaram a pequena relíquia e entoaram o Magnificat. E para não deixar em vão a solenidade, Fr. Marcelo Cichinelli, Guardião de S. Salvador, concluiu: « Acolhamos o convite de Francisco: fiquemos diante da cruz, a olhar o Cristo crucificado, feito homem para nós, estejamos um pouco com Ele, a ler na cruz o livro da salvação».

Beatrice Guarrera

20171003\20171003.zip

20171004\20171004.zip

201710002\20110002.zip

Share
  • Outubro
    • SE
    • TE
    • QU
    • QU
    • SE
    • SA
    • DO
    • 1
    • 2
    • 3
    • 4
    • 5
    • 6
    • 7
    • 8
    • 9
    • 10
    • 11
    • 12
    • 13
    • 14
    • 15
    • 16
    • 17
    • 18
    • 19
    • 20
    • 21
    • 22
    • 23
    • 24
    • 25
    • 26
    • 27
    • 28
    • 29
    • 30
    • 31

Calendário

01/04/2015 CELEBRAÇÕES

Gethsemane: 8.00 Mass (Passion sung) Holy Sepulchre: 8.00 Mass (Passion sung) & Daily Procession –10.00 Veneration of the Column – 16.00 Office

02/04/2015 CELEBRAÇÕES

Holy Sepulchre: 8.00 Entrance – The Lord's Supper & Procession of the Blessed Sacrament – 14.45 Office Cenacle – S. James – S. Mark: 15.30 Pilgrimage Gethsemane: 21.00 Holy Hour

03/04/2015 CELEBRAÇÕES

Calvary: 8.00 The Lord's Passion Via Crucis: 11.30 Holy Sepulchre: 16.00 Office – 20.10 Funeral Procession

05/04/2015 CELEBRAÇÕES

Easter Sunday Holy Sepulchre: 7.30 Simple Entrance – 8.00 Solemn Mass & Procession – 17.00 Daily Procession

06/04/2015 CELEBRAÇÕES

Emmaus (Qubeibeh): 10.00 Solemn Mass (Custos) – 14.30 Vespers Holy Sepulchre: 8.00 Solemn Mass – 17.00 Daily Procession

2011 - © Gerusalemme - San Salvatore Convento Francescano St. Saviour's Monastery
P.O.B. 186 9100101 Jerusalem - tel: +972 (02) 6266 561 - email: custodia@custodia.org