As atividades formativas da Custódia

Entre as atividades da Custódia, é de particular importância a educativa e formativa, que ela desenvolve em favor da população local e dos leigos e religiosos provenientes de todo o mundo.

Desde 1550, os franciscanos, com a abertura da primeira escola paroquial em Belém, seguida depois por Jerusalém e Nazaré, inauguraram uma longa tradição de formação escolástica para os jovens, que se exprime hoje em numerosas escolas que hospedam mais de 10.000 estudantes, distribuídos não somente na Terra Santa, mas também na Jordânia, Líbano, Chipre e Argentina: As Terra Sancta School.

A atenção da Custódia se volta não somente para o enriquecimento cultural da população árabe, seja cristã ou muçulmana, mas também ao processo de educação para a tolerância e pacífico respeito dos vários credos, para a emancipação das mulheres na sociedade e para a extensão da instrução para todos, inclusive para os mais pobres.

Ao lado da oferta formativa da escola, a Custódia promove a sua atividade de pesquisa e formação científica por meio do Studium Biblicum Franciscanum, da faculdade de Ciências Bíblicas e Arqueologia, fundada em 1923, que juntamente com os institucionais cursos bíblicos-arqueológicos, organiza encontros de aprofundamento e atualização bíblico-teológico e sustenta uma florescente atividade editorial.

Marcante para a formação dos seminaristas franciscanos, o Studium Theologicum Jerosolymitanum é quem acolhe também eclesiásticos e leigos, compreendendo um Ciclo Institucional, o primeiro Ciclo da Faculdade de Teologia.

Última, mas não menos importante, é também a escola de música Instituto Magnificat, que com uma especial atenção voltada ao diálogo e a educação para uma pacífica convivência, se ocupa da formação dos futuros musicistas e professores de todas as religiões.