Atividade Pastoral

Atividade Pastoral
Toda a atividade da Custódia pode ser definida como apostólica e missionária. Embora na região em que opera não seja possível o anúncio direto do Evangelho, a Custódia não deixa de propor o próprio bem espiritual, segundo o ensinamento de São Francisco.
Em todo caso, a sua presença na Terra Santa implica, sobretudo, o cuidado pastoral das igrejas locais. Os frades da Custódia são, desde longa data, os únicos a ocuparem-se dos pequenos grupos de cristãos na Terra Santa, criando paróquias e estruturas organizativas para estas comunidades. A atividade paroquial foi de particular importância para a reaproximação e para o “retorno” dos fiéis para a religião cristã nos vários momentos históricos. Atualmente, a Custódia disponibiliza numerosos recursos para as paróquias e para as obras e atividades que lhe são conexas. Entre as várias formas de atividade pastoral que a Custódia desenvolve na Terra Santa, ocupa uma parte de grande importância a assistência espiritual (missas, confissões, retiros, etc) para as comunidades religiosas.